A arquiteta Adriana Victorelli prefere desenhar projetos para serem executados por marceneiros. “Além de conseguir um resultado mais personalizado, fica mais fácil atender aos anseios e necessidades de cada pessoa individualmente”, garante.

Segundo ela, é possível fazer armários com gavetas largas, além de nichos e sapateiras divididos em portas de correr ou abrir de igual tamanho, sem ficar preso às modulações dos planejados.

Luciana Corrêa diz que adora trabalhar com marcenaria, pois é possível fazer qualquer formato, tamanho ou cor. “Fica realmente sob medida. Em nosso escritório, enviamos uma planilha para o cliente listar o que tem, quantas unidades, como gosta de guardar as coisas (nichos, cabides, calceiro, etc.) e desenhamos sob medida. A marcenaria se adapta ao cliente e não o contrário”, argumenta.

Em contrapartida, ela aponta como uma vantagem das lojas de móveis planejados a forma de pagamento geralmente mais parcelada do que a das marcenarias.

 

como-fazer-closet